Ocorreu um erro neste dispositivo

Novos Hábitos, Nova Corrida?

02/12/12



Treino 2 Dezembro

2ª feira passada apanhei um susto. Na corrida, claro. Há cerca de um mês que o segmento tem estado a funcionar bem. Com calma e progressivamente. Tanto assim que até já me inscrevi na primeira prova de corrida a pé após debelar a lesão que me afastou 5 meses! dos asfaltos, dos passadiços, de muita coisa que me faz falta. Mas, uma dor irradiante obrigou-me a cessar a sessão de treino após 12 minutos e pouco. Não há margem para arriscar. Vi logo o caso negro, precisamente quando  me encontro apostado em não preterir nada daquilo que é importante para que 2013 seja um ano diferente do que agora está prestes a terminar, mas também para conseguir o propósito de iniciar a época no...início. Só aconteceu em 2009 e por pouco tempo. 
O certo é que três sessões de retorno aos cuidados do amigo Diogo Cardoso, o mesmo é dizer à fisioterapia, deram-me a sensação de que afinal desta vez poderá ter sido apenas um susto. Porém, a fisioterapia é para continuar. E aproveito a oportunidade para falar da corrida, a minha, porque aqui tinha deixado a promessa de o fazer, em resultado de algumas alterações que venho produzindo e que acredito possam dar resultado. Sou mesmo uma pessoa com fé.

A reentrada da corrida nas rotinas de treino tem sido feita paulatinamente. Isto é, todas as semanas tenho acrescentado 5' de corrida contínua. Sem grandes preocupações com ritmos, a não ser em função da disposição do momento. Quer dizer, se o corpo pede um pouco mais, eu dou-lhe liberdade para ir. Sem exageros. O certo é que já cheguei a fazer kms a 4'20! Ops! Exagerar? Pois. Não posso. 
Voltando; iniciei este meu retorno à corrida com 15'. Preparava-me esta semana para entrar nos 45'. Nem sempre, mas pelo menos 2 sessões na semana. Fica adiado. Hoje regressei à meia-hora e o teste correu bem, portanto talvez lá para o meio da próxima retome o plano onde ele estava. 
Outro dos hábitos que introduzi foi a sauna. E muito bem me tem feito. Tinha alguns preconceitos com a sauna, mas também julgava não valer a pena dispensar tempo para mariquices dessas. Engano. O efeito desoxidante,  anti-inflamatório, relaxante, tanto ao nível esquelético como linfático, entre outros, pode ser muito benéfico, em especial no meu caso que sofro de artrite reumatóide  Para mais na época de frio, com a qual não costumo dar-me particularmente bem quando em exercitação.
Outro dos hábitos introduzidos foi eliminar quase na totalidade a ingestão das chamadas carnes vermelhas, preterida pela carne de aves (peru e frango, especialmente). O poder tóxico e inflamatório das primeiras poderá contribuir para uma maior facilitação do aparecimento dos focos inflamatórios a nível esquelético, razão praticamente única das minhas queixas. 
Um outro hábito que alterei tem a ver com a ingestão do leite de vaca. Substituí pelo leite de soja. Também pelos motivos já referidos. 
Um dos hábitos que ainda não consegui alterar tem a ver com as guloseimas, especialmente o chocolate, bolos e afins. Tenho reduzido, mas precisava de retirar por completo. Esta tarefa é ciclópica porque eu sou um viciado.

Não posso dizer com propriedade que todas estas alterações estejam a produzir efeito. Seria necessário isolar cada um dos factores. Um processo assim levar-me-ia demasiado tempo e poderia nem sequer chegar a uma conclusão definitiva. Seja como for, o processo está em marcha e quando chegar ao final de 2013 poderei estar preparado para algumas conclusões, então.

Companheiros, abraços triatléticos.


3 comentários:

Hugo Gomes disse...

Boas João!

Que esses novos hábitos possam efectivamente trazer-te uma nova corrida para assim voltares às competições e ao convívio com a tribo.

Um abraço!

david caldeirao disse...

grande companheiro..., sempre presente! às vezes não escrevo mais no teu blogue, porque fico a tentar perceber tudo o que escreves ;)
quem não ganha juizo és tu!? sempre a lutar contra o teu corpo que teima em querer descanso..., é assim mesmo!!! mas atenção nada de abusos :P
forte abraço,

Bluewater68 disse...

João, apesar desse «susto» isso são excelentes notícias. Aos poucos a rotina da corrida estará a ser feita sem qualquer queixa. Mas eliminar chocolate!? Heresia! :) Pelo que tenho lido, o chocolate terá efeitos benéficos para o corredor. Não pode é ser um chocolate qualquer. De preferência, +70% cacau e sem açucar. Falando em anti-inflamatórios naturais, eu também tenho por hábito beber 1L de chá verde por dia (sem cafeína). Dizem que faz bem.
Abraço