Ocorreu um erro neste dispositivo

Hidratação.

13/02/10




Venho falar-vos, partindo do princípio de que alguém lerá, obviamente, da hidratação em situação de exercício, especialmente na situação de treino aeróbio. Não vou referir-me à hidratação no sentido vasto e mais complexo, porque muitos factores coexistem para a eficácia de uma boa hidratação em situação de esforço, mas referir aquilo que poderá ser uma dica para quem antes de sair para o seu treino de ciclismo/btt (a corrida coloca problemas logísticos diferentes), onde irá passar algumas horas em cima da sua máquina, simplesmente pega no bidão, enche-o de água, e já está!

Sabemos que a ingestão de água ao longo do treino, em resultado do desgaste físico que este proporciona, é essencial. Já a mesma pode ser completada de forma acessível se adoptarmos uma fórmula muito simples: adicionando à água com que enchemos o bidão, uma pitada de sal e outra de açúcar.

Esta simples preparação hidratante, baseada nas recomendações da UNICEF e da OMS para a produção de soro caseiro, tem como propósito resolver o problema da desidratação sob desgaste físico contínuo. O sal (Cloreto de Sódio=NaCl), contém eletrólitos cujas funções fundamentais, entre outras, são garantir a contracção muscular, condução do impulso nervoso e o equilíbrio ácido-base. O açúcar (sacarose) é uma fonte de energia celular e também de equilíbrio iónico. Assim, estamos perante uma solução que garante a necessidade do consumo de uma bebida isotónica, com sabor a água.

Esta é a minha bebida hidratante de eleição em treino.


1 comentário:

sica disse...

Uma forma excelente de prevenir também as caibrãs, que na maioria das vezes ocorrem precisamente devido à quantidade de sódio que perdemos através do suor.
Principio básico para quem faz longas jornadas, berber antes de ter sede e comer antes de ter fome,com a experiência cada um estabelece os seus timings, mas normalmente a cada meia hora, convém "trincar " qualquer coisa.