Ocorreu um erro neste dispositivo

Contagem Decrescente!

24/05/12



ftp_aveiro_mai_12.jpg

Não era bem assim que eu queria, mas também pode ser. Isto é, teria dado jeito iniciar a época com um triatlo sprint, ao menos, ao invés de um longo e logo na estreia. A hipótese de Montemor-o-Velho andou na cogitação, mas dada a proximidade entre provas e acima de tudo do "massacre" sofrido nos gémeos após a meia de Cortegaça, não era nada indicado. Portanto, vamos para a frente "todo despenteado".
Em causa estão várias coisas: o primeiro longo, que passou a ser o grande objectivo pessoal em termos de triatlo, e Vitória-Gasteiz, em Julho. Determinei para mim mesmo que só avançaria para Julho, dado os custos, essencialmente, com aquele evento, se um longo fosse algo ao alcance dos tais "géniozinhos". Logo após a prova tratarei do "sim ou sopas". E se sim, também fará parte do plano o longo da Madeira, em pleno mês de Junho. 
As sensações têm sido positivas, a despeito de ter tido uma grande de decepção com a natação, mesmo sabendo de antemão o quão "prego" sou nesta área. Mas, ainda pensei em me safar num ou noutro dos testes anunciados numa conhecida revista mensal da praça desportiva escrita, onde propõem 5 ou 6 testes simples de realização fácil na piscina, para se ter uma ideia do nível do nado. Os resultados foram frustrantes e as prestações também andam estranhas. Acho que anda aqui meia confusão na carola, mas...S. Jacinto é para valer. A prego ou a cavilha, é para valer. Claro que gostaria de ter mais um ano em cima de preparação na corrida a pé...isso já era pedir muito. Quanto mais temos, mais desejamos. Em resumo, sinto-me preparado. Penso mesmo que terei atingido a plataforma do 2º nível da minha forma (de 1 a 3). Os dados assim parecem indicar. Mas, domingo se confirmará.
Os meus objectivos na distância, confesso, é perfazer o 70.3 em 5 horas. As contas estão feitas e conjugando factores positivos é-me acessível. Não sei se será logo "a abrir". Se não for, também não importará. Continuarei a perseguir aquele tempo. O melhor mesmo é antes fazer a distância.
Esta semana tem sido tempo igualmente para adequar o organismo à hora a que irei acordar no domingo. Isto é, às 4h30' ou 5h da matina. Não tem sido fácil, acima de tudo porque continuo a deitar-me à meia-noite. Mas, dada a excitação que se me apodera antes das provas (em Pontevedra dormi apenas 2 hras antes da prova e mal), tenho sérias dúvidas de que sábado à noite toda esta tentativa de mudar ritmos circadianos resulte e tudo isso possa ir por água abaixo. Por outro lado e em resultado de viajar no próprio dia, quer dizer que vou ter de ligar a alguém conhecido para me dar conta do falado no previsto briefing de sábado.

Até lá, bom descanso ou bons treinos, conforme o caso. Abraços triatléticos, companheiros.
   

5 comentários:

joao rita disse...

5 horas é de mestre, que se concretize, pois é um excelente tempo.É bom sinal com Vitória à porta a forma está apurada.
Eu vou torcer por fora.
http://estremoztriatlo.blogspot.pt/

david caldeirao disse...

é assim mesmo..., sem medos!!!
mas é o teu primeiro ld??? então vai ser dia de estoir..., desculpa de festa ;)
queres fazer 5h, então basta marcares o Sica!?!? e a Vanessa :P, não é fácil..., mas se fosse fácil qual era a piada!!!
muita atenção ao percurso de bike em SJacinto, pode ser uma grande armadilha...
forte abraço,

Pedro Reis disse...

Parece-me que o principal está lá: a motivação e a determinação. Vais conseguir! Boa prova!

João Correia disse...

Rita e Pedro, vamos lá a ver se consigo cumprir o desiderato. Mas, eu não disse que seria já :)) A ver vamos.

David, meu caro; eu ainda pensei pisar-te os calcanhares, mas depois nunca mais falavas comigo. :))

Abraços para todos vós.

sica disse...

Epá, parece que se tivesses marcado o Sica começavas mesmo a pisar os calcanhares do Sr. Caldeirão ;-)