Ocorreu um erro neste dispositivo

Crónica do I Triatlo de Esposende!

23/07/12





Os sentimentos que me assaltam são completamente antagónicos, dada a natureza da especificidade da prova que decorreu no último fim de semana na cidade de Esposende, precisamente onde vivo. E precisamente por isso, porque de outro modo não me teria feito mais mal do que aquele que outras provas onde contava participar me poderia proporcionar. A questão é apenas esta; no momento em que o triatlo e as diversas famílias da tribo vêm à minha porta, eu não estou simplesmente em condições para participar. Há pior maldade que esta? Há, sim, há coisas bem piores, mas para quem despende horas e horas a fio, treinando, criando até expectativas inimagináveis há alguns anos, fruto da dedicação e do entusiasmo emprestado à prática da modalidade, para quem cria até expectativas nos outros, amigos, vizinhos, gente anónima da cidade, pessoal dos equipamentos desportivos que utilizo, etc, fruto dos relatos, comentários, trocas de experiência e do conhecimento que aqueles, todos eles, vão tendo do único triatleta do concelho que se conheça e que participa nos eventos nacionais e regionais do calendário da federação da modalidade, não parece mesmo haver coisa pior. Mas, há sim sr. E olhando por esse ponto de vista, que dizer? Sou um gajo com sorte em poder alimentar este e outros sonhos. É verdade que sim, mas que custa e muito ver os companheiros alinhar à partida, no rio onde várias vezes tenho treinado e não estar lá! é qualquer coisa que mexe muito com esta cabeça. Mais; depois de ter tido a esperança, fruto de três tentativas bem sucedidas, de correr, mas logo na 4ª feira anterior ser imediatamente mandado para a reciclagem por causa de uma dor noutro lugar da mesma perna que tantos problemas me tem dado...Sem apelo, nem agravo. 
Este o lado mais sombrio das minhas emoções.

O lado mais reluzente daquelas foi ver o triatlo em Esposende. Fantástico!! E ver evoluir, numa parte dos locais onde normalmente treino, muitas das caras que tive o privilégio de conhecer e outras tantas que se vão acrescentando, num patamar de qualidade humana que adiciona à minha experiência de vida mais amigos, é qualquer coisa de pura satisfação pessoal. Enorme. E depois, algumas delas, nem vou citar nomes, a subir ao principal lugar do pódio nos seus escalões, só pode dar Esposende como cidade marcante nas suas vidas.
A prova previa-se rápida, e assim foi. O nado, anunciado a favor da corrente, foi quase supersónico, especialmente para aqueles que seguiram o melhor trilho do rio, e isso foi bem visível para quem soube observar. O ciclismo, com duas facetas, vento a favor e vento contra, proporcionava acima de tudo um andamento francamente veloz, especialmente porque quando contra, esse trajecto era feito pelo faixa da estrada menos exposta ao vento NW. E a corrida, afinal no novíssimo piso pedonal, inaugurado há poucos dias, mas cujo material é bastante confortável, permitiu 5 kms rapidinhos. 

O povo saiu à rua, num belo final de manhã domingueiro, onde por norma se deliciam imensas famílias, esticando-se pela longa marginal da cidade, e acolheu com surpresa e admiração o triatlo. A organização esteve impecável. Não se esqueceram do pormenor de retirar as lombas, atenção! Não acontece em todo o lado, mas em Esposende acontece. Gente que sabe. E, na pessoa do Dr. Rui Pereira, mandatário da organização deste evento, endereço-lhe daqui os meus sinceros parabéns por ter trazido o triatlo à nossa cidade. No final, todos ficaram satisfeitos e só há razões para esperar que Esposende passe a fazer parte definitivamente do calendário nacional de provas da modalidade.
Mas, atenção; Esposende tem potencial para muito mais, mas muito mais mesmo. Registem o que aqui deixo escrito.

Companheiros, agradeço do coração todos as palavras de consolo e estímulo que me dirigiram. Fortalecem o desejo de lutar contra as adversidades que me têm assolado, acreditem. Digo-vos que foi um prazer ter voltado a estar convosco. Fica a promessa de que numa próxima, não vos deixo ir embora sem um grande convívio com petiscada para comemorar o prazer que é ter-vos como companheiros de luta. 

Um abraço forte para todos vós.

5 comentários:

Pedro Reis disse...

João,
Foi um prazer conhecer-te pessoalmente. Desejo ver-te de volta à competição muito rapidamente.
Também apreciei muito o facto de terem retirado as lombas, mas ficaram lá os pernos de fixação, que me pareceram que poderiam provocar um furo ou mesmo magoar seriamente alguém em caso de queda... Na dúvida passei sempre entre eles. Mas fica a nota positiva mesmo assim pelo cuidado.
Esposende é um local fantástico para a prática de triatlo. Espero que se repita nos próximos anos e, quem sabe, numa distância mais longa para desfrutarmos mais do local!
Grande abraço!

david caldeirao disse...

quer dizer que: foi bonita a festa pá!!!
ainda bem ;) o triatlo merece...

está na hora de recuperares de vez, fazer ums boa pausa e um bom tratamento sem pressas! logo..., logo voltas aos empenos :P

forte abraço

sica disse...

João , a tua terra acolheu-nos de uma forma magnifica, foi excelente ver tanta gente na rua a ver a prova, Parabéns pela aposta que fizeram na modalidade.
Em Setembro quero ver-te em Cerveira.

pitarmap disse...

Por vezes temos que parar para recuperar bem das mazelas e, quando digo parar é parar mesmo, mas isso não é novidade para uma pessoa que tem uma vida ligada ao desporto.
Um grande abraço,
Paulo Pitarma.

Bluewater68 disse...

João, entendo bem esse sentimento. Isto é sempre uma lotaria. Por mais que se tenha cuidado e se siga o que vem nos manuais, ninguém está livre de uma lesão na véspera da prova e depois de muitos meses de preparação. Pensava agora o Usain Bolt. A enorme diferença é que ele apanhou um avião para a Alemanha, onde terá estado a ser tratado 24h por dia por um médico. E agora já está bom (ou diz estar bom) para tentar vencer o ouro nos JO. Nós não temos acesso a estas coisas e resta-nos ter apenas muita paciência.
Que Esposende continue a ser palco do triatlo por muitos anos e que o povo de Esposende possa da próxima vez estar a gritar pelo melhor triatleta da sua terra :)
Luis Santos
Ma Ke Jeto, Mosso on Sports