Ocorreu um erro neste dispositivo

Campeonato Nacional G-I no Cadaval, Domingo 14.03

15/03/10



Sem grandes surpresas (tirando o facto de não ter chovido, não sei se repararam!!), é como me parece ser a melhor forma de caracterizar o que o meu olhar descortina enquanto vejo e reflicto sobre os resultados do Duatlo de hoje, uma prova importante porque atribui as insígnias, digamos assim, de um título que se pode transportar com orgulho durante uma época, seja qual for o escalão de que estejamos a falar. 
De facto, eu não esperaria que a vitória pudesse fugir do trio que se tem apresentado em melhor forma neste início de época: João Pedro Silva, Sérgio Silva e Lino Barruncho. E atendendo a que a prova seria mais exigente no segmento de corrida, também é sem surpresa que Lino Barruncho, muito provavelmente o mais experiente atleta  português em duatlo, concentrasse nele as apostas para a vitória absoluta e, concomitantemente, a entrega do título de Campeão Nacional Absoluto de Duatlo. O que eu já não esperaria é que a diferença entre o Lino e o segundo, João Pedro Silva, fosse tão marcante; pouco menos de um minuto.
Por tudo o que escrevi aqui e nos posts anteriores, enquanto divagava pelos resultados das provas que entretanto foram sendo concretizadas, não é de estranhar que o Bruno Pais não tenha conseguido revalidar este título, alcançado de forma também categórica no ano de 2009, claramente em obediência a um plano de preparação que lhe irá exigir o melhor, lá mais para a frente; assim como também não é de estranhar que o Pedro Gomes tenha ficado arredado do pódio, mas num honroso 7º lugar, ele que tem dado bem ao canastro durante as semanas que vão passando (até arrepia só de ver no seu blog o programa a que se está a sujeitar...). Porém, houve mais gente com resultados interessantes, como foi o caso do Duarte Marques (parece-me a subir de forma), do Miguel Arraiolos (ambos do novo Águias de Alpiarça, que vai tendo já alguns resultados muito interessantes nas camadas mais jovens, a revelar que há gente com qualidade a ser projectada para o futuro), entre outros. Um dado interessante, e que valoriza a vitória o Lino, tem a ver com o facto de nos dez primeiros lugares aparecerem cinco atletas cujas idades se situam entre os 20-24 anos, quatro que se situam entre os 25-29 anos e apenas um acima dos 29 anos, e logo o vencedor da prova. E se olharmos para os 20 primeiros, acentua-se a esperança num futuro que se deseja risonho para a modalidade.
A eventual maior surpresa talvez tenha ocorrido no sector feminino, onde a Mariana Costa (Clube Triatlo do Fundão) se sagrou Campeã Nacional Absoluta, à frente de Maria Areosa e Bárbara Clemente, ambas do Olímpico de Oeiras. Mas, é mesmo assim, hoje uns , amanhã outros. O importante é que o seja com mérito.
Relativamente aos campeões apurados nos diferentes escalões masculinos, também aqui não me parece que tenha havido grandes surpresas (talvez aqui e ali eu pudesse ter esperado um pouco mais deste ou daquele), já que triunfaram aqueles que têm demonstrado maior capacidade desde que eu tenho tido contacto com a modalidade. Claro que houve algumas ausências de vulto, como foram o caso do João Pereira, do Fernando Feijão, do António Horta, que nos seus escalões poderiam ter complicado a vida aos que triunfaram hoje, mas são pormenores incontornáveis que não podem tirar o mérito aos  vencedores.
O Praças da Armada obteve novamente alguns resultados de destaque, como foi o caso do Paulo Marques (32º), do Jorge Teixeira (52º) e também, porque não, do Ricardo Reis (109º).

Os meus amigos e conhecidos estiveram assim assim. Mas hoje não irei comentar os seus resultados. Agora, estou mesmo curioso para ver como vai ser a adesão à primeira prova de Triatlo (afinal, é disto que falamos), que irá ter lugar no próximo dia 21, uma vez que há muita gente nova e muitos clubes novos nas provas até agora realizadas e Alpiarça será um primeiro ensaio ao verdadeiro ecletismo na modalidade. Tal como estou curioso por saber como os meus colegas do Praças têm treinado o nado. 

Amigos, até breve e bons treinos!


Imagens da Prova
(Fonte: FTP)

1 comentário:

R. Reis disse...

uuii que esta doeu! a corrida era uma morte so ao sobe e desce! eu cheguei cansadinho por isso não estava a espera de muito melhor! mas mesmo assim boa prova! :)

cumprimentos