Ocorreu um erro neste dispositivo

Triatlo Longo de Lisboa...Chapéu!

02/04/11



Não vai ser desta, ainda. Lamentar não adianta muito, mas nada posso contra factos. A corrida espera humores favoráveis do meu gémeo direito (neste momento é esse o protagonista), e espera também uma consulta no Centro de Medicina do Porto, na próxima 2ª feira. Os receios prendem-se com alguma coisa que se tenha fragilizado na zona da cirurgia ou na zona fibrosada, vizinha da outra. Entretanto, vou treinando, claro! pedal e nado. Pergunto-me muitas vezes "para quê?" Está a custar-me baixar os braços, assim como me custa frustrar por cada vez que tento correr e ...nada! Os planos saíram todos furados. Neste momento, só interessa mesmo recuperar a condição. 
No que a provas diz respeito, viro-me para o BTT. Nada mais poderei fazer. Ah! Aproximam-se aí as clássicas de ciclismo. Aquilo é duro. Mas, também irei fazer algumas. 
Que saudades da corrida, meu Deus. Aquela impossibilidade gera em mim a falta de qualquer coisa, falta-me qualquer coisa, não me sinto completo. Então agora, com os dias a crescerem e os finais de tarde convidativos, e os novos passadiços de Ofir (mais 1,8kms de percurso de madeira novinha em folha), mais as obras de repavimentação que por lá fizeram (impossibilitando o estacionamento; só por isto bato palmas) o que permite fugir ao alcatrão e poder usufruir de um percurso fantástico, garanto-vos, mesmo ali pertinho da fauna protegida (corvos marinhos, borrelhos-de-coleira-interrompida, garças-real, patos-real...) ou das margens do rio Cávado, especialmente quando está sujeito à maré-cheia...Não vou perder a esperança de calcorrear aqueles lugares com valentes patadas ao meu ritmo sincronizadas, quem sabe para preparar um 70.3 ou uma maratona, ou ambas. 
Continuo com esperanças.

Abraços, companheiros.

5 comentários:

Mark Velhote disse...

Ânimo amigo. Isso vai ao sitio mais tarde ou mais cedo.
abc

david caldeirao disse...

deixa lá..., triatlos é coisa que não falta por ai!!!
vê lá se te poes bom rapaz :-)
abraço,
David

João Correia disse...

Claro, companheiros. Isto tem de ir ou ...rachar. Alguma coisa vai acontecer.
Obrigado pelos estímulos.

Hugo Gomes disse...

É isso mesmo companheiro!
Esperança, paciência e persistência são a chave para tudo.
Boa recuperação.
Um abraço!

sica disse...

Passo a passo, eu sei que não é fácil o sentimento de querer e não puder é terrivel.
Força, amigo