Ocorreu um erro neste dispositivo

Eu Já Retornei! E Tu?...

24/11/10




Estava estabelecido que seria esta semana. Estava até planeado que seria 2ª feira. Não foi, foi 3ª. Mas foi, definitivamente, e lentamente. Comecei com a natação, acabei com ciclismo. Hoje já foi dia de experimentar também a corrida, mais a natação e o ciclismo. Isto é, o tri. As 4ª feiras serão para estas coisas; treinos longos ou tri-treinos. Como os treinos longos estão...longe, irei abordar os tri-treinos. Para me ir ambientando ao verdadeiro ritmo. Claro que a natação anda sofrível, em termos de tempos realizados e também ao nível do desgaste físico. Normal para quem não nadava há 3 semanas. Porém, a introdução (tentativa, pelo menos) de novos aspectos técnicos estão como que a fazer-me "nadar para trás". Vamos ver. É preciso algum tempo para que as alterações produzam efeito e também debitar o efeito da fraca condição física actual. A corrida foi uma agradável surpresa (efeito maratona?); hoje corri ao ritmo de 5'06/km. Sem grande cansaço. Mas...comigo há sempre um mas. Já lá irei. O ciclismo tem sido o mais fácil: ontem pouco mais de 27km/hr, hoje acima dos 28km/hr. Em apenas uma hora, em andamentos mais leves (pedaleira grande e carreto 30) e terreno o mais plano possível. E assim continuará esta semana e na próxima, aí alternando com períodos mais longos, mas nunca excedendo a hora e meia. Já não pedalava há 3 semanas e meia, com excepção daquela participação no Braga Bike Cross. O plano para estes dias que vão sendo vividos é este: regresso sim, com tranquilidade. Objectivo: desintoxicar e vascularizar, dando aos sistemas cardíaco e respiratório o tempo necessário para uma readaptação a rotinas algo esquecidas, para além de outras coisas. Por outro lado, desfrutar do prazer de praticar, treinando assim, sem pressas e com volume e intensidade reduzidas. 
As férias ofereceram-me mais 2 kgs. Normal. Fiz mesmo por abusar. Acreditem que até fiquei admirado com o excedente de apenas 2 quilogramas. Claro que a perca de massa muscular explica o sucedido. Assim como o pagamento da factura nos próximos dias também se irá reflectir na balança. Hoje pela manhã já pesava mais 500 gramas que ontem. Natural porque começa a fazer-se sentir o efeito do aumento da massa muscular; pelo menos a sua solicitação aumenta de imediato o tónus muscular. Suponho que só para a semana os dados traduzam com mais fidelidade os contrapesos entre uns e outros factores e que o peso efectivamente comece a descer. Seja como for, fiquei muito contente por ter recomeçado com 70 kgs, facto que não ocorreu no ano transacto. Este indicador é muito importante e permitir-me-á alcançar um dos meus objectivos para 2011: pesar 66 kgs, um peso triatlético.
Como disse atrás, há sempre um problema comigo. Este subsiste há algum tempo e o mais provável será ter de parar, novamente, para uma outra, embora menor, intervenção cirúrgica. Falo da lesão que afecta o metatarso do meu pé esquerdo.  Por isso, alguns objectivos para a próxima época estarão a esta hora sentados, à espera de novas. 
Este retorno desestabilizou algumas das rotinas últimas que adquiri. Especialmente ao nível do ciclismo é um verdadeiramente desatino. Porque acrescido do tempo frio, uma sessão de treino obriga a imensos preparos, com imenso material, como todos vós sabeis. Claro! há uns mais maricas que outros. Eu serei um deles. E nestas duas últimas sessões excedi sempre o tempo que pensava demorar para FINALMENTE! me por em cima da burra. Debalde; ou faltava isto ou aquilo ou aqueloutro...que raio, o tempo a passar, a noite cada vez mais noite e o frio cada vez mais frio e eu ainda à procura daquilo. Depois, e como me sobra pouco tempo, é sempre na hora que faz falta dar um pouco de ar aos pneus ou outra coisa qualquer...Depois, também regressou o stress; o tempo contadinho, para cumprir todas as tarefas que me proponho cumprir a cada dia...estou claramente em desatino, meio embrulhado na ausência de práticas outrora habituais. É o que faz ficar 15 dias a ver passar navios.
Um aspecto positivo e decisivo: está a saber muito bem voltar aos treinos. Faz-me sentir novamente gente. Estava a ter a sensação que aquele peixe deve sentir quando se encontra fora d'água. 

Companheiros, abraços e até breve.

1 comentário:

Pedro Brandão disse...

Oi camarada. Bem vindo aos treinos!!! É realmente o vicio a falar mais alto. Sem o snossos treininhos já não somos nada. QUanto á questão da bike, é realmente aquilo que dá mais trabalho, mas (fala a voz da experiência) mais vale perder 10 minutos no dia anterior do que 15 no dia do treino aumentando 1000000000 vezes o stress. Nem sempre é fácil, mas acredita que sabe bem pegar na bike sem pensar em mais nada, porque está tudo lá, desde a roupa; pneus; sapatos; bebidas; etc.... Espero que o problema do pé não se torne impeditivo dos teus objectivos. Eu tenho o problema dos lombares ainda por resolver. Vuo ver como eles se portam até ao final do ano. Bem, resta-me desejart-te excelentes treinos amigo. E qua alguns deles sejam em conjunto :)
Abraço.