Ocorreu um erro neste dispositivo

Estado de Alerta Laranja!

05/07/13




Depois da frustração causada pelo falhanço no triatlo de Pedrógão Grande e de dois dias sem treinar, por força de várias forças, passe a redundância, regressei ao asfalto na 2ª feira para uma semana de "partir", assim tipo de raiva e a procurar recuperar algo supostamente perdido. E na 4ª feira ia conseguindo. Resultado; uma dorzita num dos gémeos obrigou-me a reconsiderar o plano e a colocar-me perante a necessidade de ou Caminha ou Esposende ou estaleiro. Portanto, estamos em fase de reavaliação e em função disso decidir se vai haver Caminha ou não, ou se vai vai haver apenas Esposende. O que não queria mesmo era voltar a passar um verão longo de inactividade na corrida a pé. 
O longo de Caminha é o desafio, o objectivo maior, aquele para o qual  me tenho preparado e mentalizado e aquele que justifica tantas horas despendidas, em desfavor de outros prazeres da vida, há muito relegados para o fundo do baú . Objectivo número um, portanto. Mas, não pode condicionar Esposende, porque este é o triatlo de casa, com tudo o que isso arrasta. Logo, se a dor persistir após os testes que estão agendados, a opção será realista; Esposende, portanto. Antes um pássaro na mão que dois a voar. Assim o discernimento não me atraiçoe.

Companheiros, até já e abraços triatléticos.


Sem comentários: