Ocorreu um erro neste dispositivo

Portanto...Tudo na Mesma!

10/07/13




Ontem terei consumado a derradeira iniciativa para perceber das razões que me levam aos constantes impedimentos e constrangimentos da prática da corrida a pé em largos períodos do ano, especialmente coincidentes com a época mais fria do ano. Para isso, cumpri a agenda e fui a uma consulta de neurologia motora. Para escalpelizar isto.
Saí de lá na mesma. Quer dizer, não há milagres e portanto tudo normal. Bom é saber que um doente crónico como eu, padecendo de artrite reumatóide, pode praticar o(s) desporto(s) que pratico. A questão está no passado; aquelas incursões pelo futebol, aqueles remates à baliza sem qualquer preparação ou activação, aqueles joggings na tropa ao lado do tenente, ainda que lesionado, aquelas lesões curadas ao-Deus-dará, com o tempo, até que a dor passasse, deixaram marcas nos gémeos, fibroses, mais concretamente, e a solução está mesmo na adaptação a este constrangimento e saber viver da melhor maneira possível com isso. Tudo uma questão de gestão! Nada de novo, realmente. 
Portanto, não há doenças musculares associadas, não há problemas metabólicos, logo não há remédios milagrosos, não há o comprimido que faça desaparecer a condição. Até agora.

Daqui retiro uma ilação que já merecia ter sido devidamente considerada; a partir duma determinada altura da vida, cada qual com os seus problemas. 

Companheiros, abraços triatléticos.


Sem comentários: