Ocorreu um erro neste dispositivo

XXVII Triatlo de Peniche: Previsão do Tempo, Start List e outras coisas.

04/06/10



O Triatlo de Peniche é um dos mais antigos em Portugal. Não sei se será o mais velhinho. Não pesquisei. E a Federação faz muito bem em homenageá-lo com o grau de atribuição dos títulos nacionais de Grupos de Idade. Pelo menos, assim tem sido desde que cheguei à modalidade. É bonito e merecido, este reconhecimento.

Olhando para a lista de inscritos, anunciada pela FTP e a que eu abusivamente designo por Start List, e dentro do escalão V2, afigura-se uma luta titânica (é verdade, luta de grandes glórias da modalidade) entre Miguel Fragoso (MolyMaid Vitória de Janes) e António Horta (Praças da Armada), cujo regresso vem no momento em que é preciso defender o título alcançado no ano transacto. Confesso que gostava de lançar outras sondagens, mas não tive tempo. Fico-me pelo escalão V2. Lamenta-se a previsível ausência de Carlos Gomes (Oeiras SC), cuja regularidade nas provas e colecção de vitórias é fantástica. Espero que a ausência não se deva a algum problema físico. A luta pelo terceiro lugar poderá estar entregue a uma única figura, Emanuel Marques (Académica S. Mamede), dada a ausência, da lista fornecida pela FTP, de outros nomes. Em todo o caso, dado o conhecimento dos percursos e do valor do atleta, incluo o nome de Paulo Leitão Santos (Peniche AC) no baralhar das contas. E ainda de Manuel Gonçalves (Vasco da Gama), que é um V2 de qualidade, igualmente. Portanto, adivinha-se também uma luta pelo 3ºL interessante, com favoritismo para o homem de S. Mamede.
Sobre as apostas para os vencedores...hmmm...Bom, os nomes maiores estão ausentes, pelo que vai ser uma "guerra" aberta entre vários. No Masculino, temos o Vasco Pessoa na linha da frente, juntamente com  Pedro Palma, que recentemente brilhou "lá fora", tendo alcançado um brilhante 3º L e a não menos brilhante medalha de bronze no Mundial Universitário. E um à parte: teria merecido um referência de destaque aqui no blogue porque foi uma bela demonstração de capacidade, facto que me escapou por falta de tempo e organização. Aqui fica a dita. Portanto, elejo estes dois como os mais favoritos, digamos assim. Mas, está tudo muito aberto, e pode haver boas surpresas (de Loulé?...de Almada?...). Nestas coisas as surpresas são sempre boas, é verdade. No feminino, tenho para mim que de entre Bárbara Clemente (Olímpico Oeiras), Ana Filipa Santos (CT Fundão) e... eu não consigo ver mais ninguém, vocês conseguem? Ou vão aparecer muitos nomes que não estão nesta lista ou...a coisa fica mesmo aberta.

Uma nota final: muita gente "desaparecida", reaparece neste triatlo. Porque a atribuição de um título é um marco significativo na carreira de alguém, fica registado para contar aos netos; é bom revê-los. Vamos ver em que condições reaparecem, muito embora sendo pessoal de qualidade não tenho dúvidas que a carburar bem. A questão é quão bem.

(Fonte: FTP)


(Fonte: Accuweather.com)

Do tempo previsto, realço o vento; vai soprar bem e atrapalhar um bocado, pelo menos num dos sentidos. A temperatura será agradável, mas não deve chegar para nadar sem fato.

Boa sorte para a prova.

2 comentários:

david caldeirao disse...

foi em 1984 o 1º triatlo de Peniche, contava com o ainda totalista da prova Paulo Alves e tambem com o actual presidente da camarâ de Peniche...
faltam as estrelas??? mas este é um campeonato AG e a festa está garantida!!!

João Correia disse...

Como é bom ter memória. Obrigado, David. E o céu somos nós, porque sem céu não há estrelas.
Grande abraço e boa prova.