Ocorreu um erro neste dispositivo

Previsão do Tempo e Lista de Inscritos para Duatlo FestiBike, em Santarém!

23/10/10



ciclismo40
Fonte: FTP
Domingo, em Santarém, vai ter lugar aquela que foi a porta de abertura para as minhas aventuras nas organizações da Federação de Triatlo de Portugal, por um lado, e a janela donde vislumbrei um mundo maravilhosamente novo para mim. Na altura, encarava o duatlo como uma coisa que até mal conhecia, embora já tivesse ouvido falar, mas tinha para mim que correr/pedalar/correr seria algo muito estranho. Ainda com peso excessivo, mas já a treinar razoavelmente e com a aposta bem definida no triatlo, a participação neste duatlo, edição de 2008, seria uma espécie de experiência laboratorial. O resultado foi entusiasmante a todos os níveis, porque o traçado desenhado, tanto o curso de corrida, como o do BTT, deram-me a ideia, um pouco errada, que todas as provas daí para a frente seriam assim, belas e emocionantes. A classificação também prometeu (8ºL no escalão entre 14 e 78º entre 138), mas o prazer de ter trilhado um percurso giro de BTT (eu, que nem na altura tinha participado em provas específicas de todo o terreno), a despeito das dificuldades na corrida, valeram isto tudo que aqui dou à estampa e que mais não é que a expressão de todo o puro prazer que sinto em participar nesta prática desportiva salutar, mesmo que alguns sacrifícios tenham de ser feitos.
Hoje por hoje, olho para as distâncias deste duatlo e sinto-as como um palitar de dentes. Não que seja uma prova menor, nada disso. Como se justificaria a "loucura" de perfazer mais de 700 kms só pela simples razão do prazer que me dá em fazer esta prova? A questão está muito para além disso; tem a ver com a evolução e a redefinição contínua dos nossos objectivos, ao abrigo de uma ambição que se transforma a cada passo da nossa caminhada. Muitos dos que me lêem estarão nesta altura a acenar com a sua cabeça em concordância. Por isso, quando treino 2 horas a correr ou faço 80 kms de btt, este duatlo só me pode saber a um palitar de dentes. A sua digestão, essa é muito prazenteira. Assim espero.
O Tempo prevê-se bom, fresquito cedo pela manhã, mas depois aquece. E muita gente inscrita, a querer marcar presença na prova de despedida do calendário 2010, mas já com muitas saudades destes eventos, de certeza. 
Eu cá terei apenas mais uma prova, este ano: a Maratona do Porto, para a qual me preparo e para a qual concentro já todo o meu foco. E depois sim, descanso, apesar de me sentir num momento muito bom. 
Um lembrete para o Sica :)) que acredito venha a ler estes disparates: don't forget your helmet, my friend!!

Abraços triatléticos e Domingo Santarém! 



1 comentário:

sica disse...

Já estou a ler no pós-prova.
Esta edição esteve ainda mais competitiva que nos anos anteriores o que é óptimo para a evolução da modalidade, venham cada vez mais.
Acredito que esta é uma prova que terá cada vez maior relevo como a prova de fecho de época e uma excelente oportunidade para ver a única expo de bikes que se realiza no País.
Em relação à tua prestação , foi pena o furo, mas é assim algum dia tinha de ser.Vimo-nos no Porto.